Tiago Iorc reforça impressão de que já usa reclusão como marketing ao cantar de surpresa em premiação


Tiago Iorc reapareceu de surpresa em 5 de maio com o álbum de músicas inéditas Reconstrução. Na sequência, ainda em maio, o artista gravou disco ao vivo na retomada da série Acústico MTV com a adesão de Duda Beat em Tangerina (Tiago Iorc e Roberto Pollo, 2019), a participação de Jorge Drexler em Me tira para dançar (Tiago Iorc e María Elena Morán, 2019) e regravação do repertório da cantora norte-americana Billie Eilish (Bellyache, de 2017), além de músicas inéditas autorais como Do que você tem medo? e Lôra.
Só que Iorc continua sumido em reclusão que, a despeito de qualquer razão pessoal, já parece também ser usada como ferramenta de marketing. A aparição-surpresa do cantor em premiação da MTV – na noite de ontem, 3 de julho, em São Paulo (SP), para cantar a música Desconstrução (Tiago Iorc, 2019) – corrobora essa sensação. Iorc vem agindo profissionalmente como se fosse intocável.
Nada sobre Iorc é divulgado antes na mídia. O artista não dá entrevistas. Tudo é excessivamente controlado na promoção da gravação do Acústico MTV do cantor – prevista para gerar álbum em setembro, mês programado para a exibição do programa na emissora.
Ou seja, uma aura de mistério continua envolvendo Iorc desde o lançamento – sem qualquer aviso prévio – do álbum Reconstrução.
Sim, pode haver séria motivação íntima para esse comportamento excessivamente arisco – até porque as letras de músicas como Bilhetes (Tiago Iorc e Duca Leindecker, 2019) e Sei (Tiago Iorc, 2019) deixaram entrever depressão que, se real, talvez não tenha sido inteiramente superada pelo artista.
Mas pode haver também uma razão meramente mercadológica para isolar a figura do artista. Se a razão for puramente empresarial nesse momento, cabe atentar para o risco de que, numa época em que a informação é tanta e tão fugaz, Tiago Iorc pode acabar sumindo de vez da imaginação do público. E aí, quando o cantor decidir voltar para valer, já pode ser tarde demais para recuperar o tempo e o sucesso perdido…
Categoria: Pop & Arte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *